Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

O Cabinet Dias Costa nasceu em Agosto de 1929, exactamente quando o Engenheiro José Eduardo Dias Costa, antigo “Menino da Luz” (Colégio Militar), foi nomeado Agente Oficial de Marcas e Patentes pelo Director-Geral do Comércio de então, na sequência de concurso público aberto para o efeito. O cartório profissional do novo Agente era no rés-do-chão, do nº 16 da Rua Miguel Lúpi, em Lisboa, onde ainda hoje - 2015 - se situa a sede social da sociedade J. E. DIAS COSTA, LDA., a sociedade sucessora directa e natural dessa actividade liberal que, então, se iniciou. O crescimento da actividade profissional deu-se, desde logo, de forma sustentada e isto apesar da enorme crise económica internacional dos anos 30.

A circunstância do Engenheiro Dias Costa ter sido o primeiro Engenheiro Químico-Industrial licenciado pelo Instituto Superior Técnico e com altíssima classificação final, granjeou-lhe, desde logo, uma posição privilegiada junto dos laboratórios químicos e farmacêuticos portugueses e estrangeiros que lhe foram confiando a protecção e gestão das patentes de invenção e dos sinais distintivos, como as marcas.

A partir de 1940 associaram-se ao Cabinet Dias Costa, de forma permanente, dois Colaboradores de longa data, que muito ajudaram a cimentar as bases do desenvolvimento, já em curso. Alejandro Jaime Carbonell Pico, ex-bancário, de formação humanista riquíssima, de nacionalidade espanhola, mas educado em Portugal desde os dez anos de idade, dominava de forma ímpar as línguas portuguesa, castelhana, catalã, francesa, inglesa e italiana. Luís Bastos Saluce de Sampaio, enteado do Fundador, Advogado, funcionário bancário, especialista em direito fiscal, e que veio a dedicar devotadamente toda a sua experiência de jurista ao direito da Propriedade Industrial a que também sempre esteve particularmente ligado por compreensíveis motivações familiares.

Em Agosto de 1957 o Cabinet Dias Costa, que era na prática, o simples cartório da actividade profissional do Agente Oficial da Propriedade Industrial Engenheiro José Eduardo Dias Costa, reorganizou-se e deu lugar à sociedade civil, sob forma comercial, denominada J. E. DIAS COSTA, LDA. que permitiu continuar, naturalmente, a crescente actividade até aos nossos dias.

Foram sócios fundadores dessa nova realidade societária o Fundador José Eduardo Dias Costa, Dr. Luís Saluce de Sampaio, Senhor Alejandro Jaime Carbonell Pico e Dra. Maria Alexandra Carbonell Pico, ilustre linguista. A essa, como que nova etapa, de uma já antiga realidade profissional, associaram-se nos tempos seguintes, o Engenheiro Eduardo Pimentel Maldonado Pellen, o Engenheiro António Assunção Ribeiro, e o Dr. Jorge Van-Zeller Garin.

Em meados da década de 60, e após a partida prematura de Luís Bastos Saluce de Sampaio, assumiram os destinos da Sociedade os irmãos António Luís e José Eduardo de Sampaio, trazendo até aos dias de hoje toda a experiência e saber adquirido ao longo dos anos.

Presentemente, os Agentes Oficiais da Propriedade Industrial (A.O.P.I.) em exercício activo no Cabinet Dias Costa são: José E. De Sampaio, Dra. Isabel Carvalho Franco, Dra. Cristina Carvalho, Dra. Ana de Sampaio, Dr. Gonçalo de Sampaio e Dr. Lourenço de Sampaio. No Cabinet Dias Costa também se acompanhou, com grande interesse, o movimento de harmonização europeia das leis da Propriedade Industrial e a criação de novos regimes jurídicos nos quadros, primeiro da Comunidade Económica Europeia, e no presente, da União Europeia. Assim, todos A.O.P.I. acima identificados são mandatários junto do EUIPO, em Alicante, (Marcas e Desenhos ou Modelos europeus), sendo os dois primeiros também Mandatários europeus oficiais, junto da OEB, em Munique (Patente Europeia). Tem, pois, o Cabinet Dias Costa um quadro, pluridisciplinar, de profissionais, Mandatários europeus devidamente acreditados junto dos competentes organismos da União.

O Gabinet Dias Costa, desde a respectiva fundação, abarca, assim, o saber e a experiência de quatro sucessivas gerações de profissionais liberais que continuam, no tempo, e com sucesso, a obra do seu ilustre Fundador e tal realidade permite compreender como, ainda hoje, haja grandes empresas multinacionais que há já mais de oitenta anos ininterruptos confiam, permanentemente, nos serviços especializados desta já veneranda, quanto moderna, instituição portuguesa do ramo.

Junho de 2015